Fonte: Shergill I, et al. Surgery Illustrated – Surgical Atlas – Vasectomy illustrated. BJU Int. 2012, 10 9 , 1116–1127.

Vasectomia

A vasectomia é um método cirúrgico de interrupção da fertilidade masculina, causada pela secção dos vasos deferentes, interrompendo assim a passagem dos espermatozoides para o líquido ejaculado. Necessita ser feita bilateralmente, pois há um ducto deferente saindo de cada testículo até a o local onde ocorre a ejaculação, sendo chamada desta forma de vasectomia bilateral. O médico que a realiza é o urologista 

Todos os pacientes que irão realizar a vasectomia devem passar pelo urologista antes, pois são necessários diversos cuidados no pré-operatório, desde a realização de uma anamnese médica com identificação das medicações que o paciente faz uso diário, alergias, cirurgias prévias. Além disso, o paciente deve estar ciente das orientações gerais sobre como é realizado o procedimento, as principais recomendações no pré-operatório e no pós-operatório. Na consulta pré-operatória  é entregue ao mesmo o consentimento informado sobre o procedimento para leitura e retirada de dúvidas.

O preparo mais comum realizado para o procedimento é a tricotomia, isto é, o corte dos pelos da região testicular. Ideal é que se raspe uma semana antes, ou realização do corte com tesoura até um dia antes. A raspagem nos dias próximos ao procedimento aumenta a chance de infecção.

A vasectomia é considerado um método cirúrgico irreversível, isto é, após o procedimento você não conseguirá mais engravidar sua parceira, pois além da interrupção do fluxo de espermatozoides, pode ocorrer destruição das células produtoras do mesmo no testículo.
Desta maneira, é de extrema importância a certeza do casal na realização do procedimento. Alguns casais optam por realização de congelação do sêmen, caso desejam voltar a ter filhos no futuro.

Trata-se de uma cirurgia feita sob anestesia local, podendo-se utilizar outras formas de anestesia caso sua condição clínica o requeira. Alguns pacientes que não suportam procedimentos cirúrgicos podem necessitar de sedação.

O tempo médio cirúrgico é em torno de 30 minutos.

São feitos um ou dois cortes no escroto, que são posteriormente costurados, podendo haver ou não necessidade da retirada dos pontos, dependendo do material utilizado.
A cirurgia normalmente é feita em ambiente ambulatorial, sendo a alta médica efetuada após o procedimento.

As complicações mais comuns, embora raras, são: hematoma (sangramento interno), aparecimento de manchas escuras no escroto e/ou no pênis (equimoses), dor, infecção, granuloma de fio, abertura dos pontos antes da cicatrização.

Complicações especificas da vasectomia e que são muito raras são: possibilidade de dor crônica testicular, e possibilidade de reversão espontânea da fertilidade, isto é, ocorrer a passagem dos espermatozoides de um coto para outro ocorrendo retorno do fluxo dos mesmos, podendo ocasionar uma gravidez.

As complicações estão diretamente relacionadas com:
ambiente da realização do procedimento: ambientes sem higiene, com fluxo alto de pessoas, não utilização de métodos de higiene corretos,
técnica empregada pelo urologista: alguns cirurgiões no intuito de realizar o procedimento rapidamente, realizam técnicas não ideais, que podem comprometer o resultado a longo prazo. Ideal no procedimento é sempre a realização de 3 técnicas de interrupção do fluxo: secção do segmento com retirada do mesmo, cauterização das bordas, eversão das bordas remanescentes.
experiência do cirurgião urologista 

O método não interfere na função sexual ou causa impotência sexual (ou disfunção erétil). É um mito popular muito comum dizer que homem capado não consegue mais transar, que vai engordar. Além disso, não ocorre diminuição da libido após o procedimento.

O paciente só poderá retomar sua atividade sexual sem qualquer forma de anticoncepção, quando o espermograma mostrar ausência de espermatozoides no ejaculado. Isto só ocorre em geral após uma média de 20 a 30 ejaculações, que é o número necessário para “esvaziar” o trato genital

Após a alta hospitalar, o paciente receberá orientações relacionadas ao procedimento:

  •  não fazer exercícios físicos nos próximos dias
  • evitar transar por uma semana
  • após liberação da realização de sexo, sempre usar preservativo ou qualquer outro método contraceptivo,  até realização do espermograma, que deverá ser realizado em torno de 30 a 40 dias após a cirurgia,
  • repouso leve e gelo no local
  • os pontos irão cair sozinhos
  • usar uma cueca apertada, ou suspensório escrotal

Após alguns meses, o ideal é sempre repetir o espermograma para conferir se houve recanalização espontânea do ductos deferentes, e possibilidade de retorno da fertilidade, evitando assim gravidez indesejada.

 

Segue abaixo uma descrição sumária da cirurgia:

  1. Realizado pega do deferente, anestesia local, abertura e pinçamento do mesmo com pinça própria.
vasectomia
Fonte: Shergill I, et al. Surgery Illustrated – Surgical Atlas – Vasectomy illustrated. BJU Int. 2012, 10 9 , 1116–1127.

 

 

2- Após pinçamento do deferente, promove-se a dissecção do mesmo e individualização, para posterior secção, cauterização e inversão  das pontas.

vasectomia
Fonte: Shergill I, et al. Surgery Illustrated – Surgical Atlas – Vasectomy illustrated. BJU Int. 2012, 10 9 , 1116–1127.
vasectomia
individualização do deferente

 

 

vasectomia
deferente individualizado

 

 

3- Ligadura e inversão das pontas do deferente.

 

vasectomia
Fonte: Shergill I, et al. Surgery Illustrated – Surgical Atlas – Vasectomy illustrated. BJU Int. 2012, 10 9 , 1116–1127.

 

 

4- Fechamento da pele com pontos absorvíveis que irão cair sozinhos em até 20 dias.

 

vasectomia
Fonte: Shergill I, et al. Surgery Illustrated – Surgical Atlas – Vasectomy illustrated. BJU Int. 2012, 10 9 , 1116–1127.

 

Principais dúvidas dos meus pacientes: 

1) o que é o deferente ?

É um tubo que liga o local onde os espermatozoides são produzidos e armazenados, até a região onde ele é ejaculado na uretra.

 

2) o método é 100 % seguro?

Na maioria das vezes sim, deve-se ter o cuidado de sempre fazer o espermograma para conferir se não há espermatozoides no ejaculado

 

3) Fiz o espermograma e esta aparecendo alguns espermatozoides no ejaculado. O que devo fazer?

Nesses casos, o que pode estar acontecendo é um erro de contagem laboratorial. Na maioria dos casos, esses espermatozoides são imóveis e incapazes de realizarem a fertilização. Assim,  não haverá problemas.

 

4) Vasectomia engorda?

Não. A vasectomia é apenas a ligadura dos condutos deferentes e não castração, portanto, nada tem a ver com aumento de peso.

 

5) A vasectomia causa diminuição da libido (desejo sexual) ou causa impotência sexual?

Não. O bloqueio dos canais deferentes impede apenas a passagem dos espermatozoides, não interferindo na produção hormonal, não tendo, portanto, nenhuma relação com alteração da libido ou do desempenho sexual, apenas com a reprodução.

6) Vasectomia causa câncer?

Apesar de alguns estudos tentarem relacionar a vasectomia ao câncer, principalmente de próstata e testículo, e isto ser de grande relevância entre os pacientes candidatos ao procedimento, esses fatos nunca foram confirmados, e sim descartados, por outras centenas de estudos de várias instituições.

 

7) Os espermatozoides que não são eliminados vão se acumulando dentro dos testículos?

Não. Os espermatozoides que não são eliminados, em pacientes vasectomizados, morrem e são absorvidos depois de um determinado tempo, sem nenhum prejuízo para a saúde.

 

8) A vasectomia leva à diminuição dos testículos ou do pênis?

Não há modificação no tamanho da genitália dos pacientes submetidos a vasectomia

 

9) A cirurgia é muito dolorosa?

Usa-se a agulha mais fina para realização do procedimento, causando mínimo desconforto local. Alguns pacientes queixam certa sensação de incômodo ao se tracionar o ducto deferente, principalmente no lado esquerdo.

 

10) Em quanto tempo posso voltar ao trabalho?

Ideal é ficar em repouso leve, colocando gelo por 3 a 4 dias. Os esportes devem ser retornados gradualmente em 7 a 10 dias.

 

11) Depois que realizar o procedimento vou continuar ejaculando?

Sim, pois o esperma é constituído por espermatozoides e por liquido seminal, porém a menor parte do esperma são espermatozoides.
Não há alteração evidente de volume, consistência.

 

12) O efeito da cirurgia é imediato?

Não, por isso deve-se esperar em torno de 30 dias para a realização do espermograma e liberação do sexo sem qualquer método contraceptivo.

 

13) A cirurgia é reversível e pode ser desfeita?

Sim, porém o sucesso da reversão depende de diversos fatores. Dessa maneira, deve-se ter certeza absoluta quanto a realização da vasectomia. Procure uma clínica especializada nesse procedimento, com experiência, para que seus resultados sejam melhores.

 

12) é preciso jejum?

Não, apenas nos casos onde será feita sedação do paciente.

 

13) Existe algum remédio que deve ser suspenso antes do procedimento?

Como regra,no intuito de se evitar sangramentos, é  recomendada  a suspensão dos seguintes medicamentos nos 7 a 10  dias que antecedem o procedimento: AAS e derivados, Marevan®, Coumadin®, Plavix® (clopidogrel), Clexane®, Ginko Biloba® ou qualquer outro medicamento que interfira sabidamente em sua coagulação.

 

14) Meu plano de saúde cobre todos os custos?

 

Sim, os planos de saúde são obrigados a arcar com os custos do procedimento e remuneração da equipe médica responsável. Porém, há algumas peculiaridades. Procure seu urologista de referência.

 

15) A vasectomia causa ejaculação precoce?

Não existe essa relação descrita na literatura.

 

16) A vasectomia pode ser feita em paciente sem filhos?

O planejamento familiar é primordial em alguns casos, porém existem algumas diretrizes antigas que normatizam os sus e planos que sugerem que não deve ser feita nesses pacientes. Mas não há qualquer impedimento legal na realização.

 

Estou a disposição em caso de uma avaliação
 Consultório em Belo Horizonte( bh) , Nova Serrana, Pará de Minas. Em caso de urgência, mande um whatsapp para 31-999193773
Faça uma avaliação do preço da vasectomia na nossa clínica .
Aceitamos planos de saúde apenas para vasectomia e postectomia: saude caixa, saude bradesco, amil, sulamerica, pm, postal saude, cemig saude, itau, vale, allianz, cassi, copasa, usisaude

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp